25/11/2021 às 10h09min - Atualizada em 25/11/2021 às 10h09min

Prepotência:Prefeito Aldo Popular foge da Cpi da Água Batizada e chama de maloqueiros

Prefeito em áudio afirma que coloca dinheiro público em conta particular de um funcionário da Prefeitura

Jornalista Raudrin de Lima
O Fato
Aldo Popular antes da fuga da Cpi da água batizada
No município alagoano de Porto Real do Colégio o Prefeito Aldo Popular, em entrevista ao portal de notícias DDD82, afirma que o dinheiro arrecadado do abastecimento de água do município, era depositado na conta de pessoa física de uma funcionária da Prefeitura. Em depoimento como testemunha da Cpi da água batizada, se negou dar esclarecimentos à Comissão Parlamentar de inquérito. Aldo Popular afirmou em entrevista anterior, que não depositava a arrecadação do fornecimento da água(SAE), porque o dinheiro a justiça iria ser subtraido pela justiça, para pagamento de pendencias judiciais. Na fuga desesperada de Aldo Popular do recinto da CPi, dois vereadores de sua bancada que antes pertencia a oposição, agrediram a imprensa, um deles em vídeo chamava seu companheiro do parlamento mirim de vendido e caso ele fosse pra bancada de apoio ao Prefeito, os eleitores não mais votassem nele, pois ele afirmava que era homem de bem.
Vejam o vídeo da traição:

No vídeo o Vereador Titinho do Cartório , acusa o Vereador Lobão(Adriano Batinga), ter se vendido para o Prefeito Aldo Popular. 
A dupla que pulou de lado foram protagonistas de agressões e tentaram impedir a liberdade de imprensa dos orgãos de comunicação presentes da Cpi. Os mesmos respondem inquerito policial pelo ato cometido contra a imprensa.
 
 

Vejam na integra, as imagêns da fuga do Prefeito Aldo Popular da Cpi , onde o mesmo em resrespeito aos membros da Cpi o chamam de maloqueiros, além dos seus dois vereadores apoiadores, tentam impedir a passagem da imprensa na hora de sua fuga, e agridem Jornalistas presentes.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »