JORNALISMO NEWS  Publicidade 1200x90
18/06/2023 às 18h10min - Atualizada em 18/06/2023 às 18h10min

INSTITUTO RAUDRIN DE LIMA PATROCINA REALIZAÇÃO DE EVENTO RELIGIOSO EM SANTA LUZIA DO NORTE - AL

De Olho Alagoas
Foto: Reprodução
Em mais uma ação com o objetivo de arrecadar fundos para manutenção da igreja e promoção de ações sociais, a Paróquia de Santa Luzia do Norte - Al, iniciou nesta sexta-feira(17), a QUERMESSE DO VIGÁRIO, na praça central do município. A abertura contou com apresentações de grupos locais e de outras comunidades, a exemplo do município vizinho, Coqueiro Seco e do bairro do Pontal da Barra, da cidade de Maceió. Incluem-se ao evento, manifestações culturais, barracas de sorteios, jogos com prêmios, vendas de quitutes típicos de cada região, além de bebidas, comidas tipicas e outros tipos de entretenimento, a exemplo do famoso quebra pote e o escorregadio pau-de-sebo. 

Coordenados pelo Pe. Luciano, os organizadores arregaçaram as mangas em busca de colaboradores e patrocinadores que, por intermédio de suas doações ajudaram a minimizar os impactos financeiros causados pelos custos operacionais de toda estrutura montada e ofertada aos santaluzienses e convidados. Numa dessas investidas em busca de apoio, encontraram o Instituto Raudrin de Lima, no bairro do Quilombo, entidade que vem desempenhando relevantes serviços sociais em parceria com oInstituto Menezes, na cidade que já teve o nome de Santa Luzia de SIRACUSA.

Pois bem! Apresentada a demanda, de imediato RAUDRIN DE LIMA, presidente do Instituto, determinou a sua equipe financeira que viabilizasse meios para o atendimento ao pleito do líder religioso no tocante ao apoio para a realização do evento denominado QUERMESSE DO VIGÁRIO. O que ocorreu de forma satisfatória.

Por oportuno, em conversa com o Pe. Luciano, durante o início das festividades, RAUDRIN DE LIMA,  aproveitou para parabenizar a todos(as) os envolvidos na realização da QUERMESSE.

Ainda no local do evento, RAUDRIN DE LIMA, enfatizou a importância das ações e do intercâmbio cultural demonstrado no convite a grupos culturais de outras praças. Disse ele:

" As apresentações culturais em festividades como essa é uma forma de proteger e preservar a identidade cultural de uma comunidade, transmitindo conhecimentos e práticas ancestrais para gerações futuras", finalizou RAUDRIN.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »