JORNALISMO NEWS  Publicidade 1200x90
09/10/2022 às 17h56min - Atualizada em 09/10/2022 às 17h56min

Cônego Manoel Henrique morre em Maceió aos 77 anos

Cônego estava internado na Santa Casa de Maceió. Ele sofria com sequelas de AVC desde 2017.

Agência de notícias

O padre Manoel Henrique de Melo Santana morreu na manhã deste domingo (9) na Santa Casa de Maceió, aos 77 anos. O falecimento foi confirmado pela Arquidiocese de Maceió.
Nesta semana, o sacerdote havia sido internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital após a equipe médica constatar um aneurisma na aorta. Ele ficou consciente, mas sendo monitorado. Porém, o último boletim médico que a reportagem teve acesso mostrou que Manoel Henrique precisou de intubação após uma broncoaspiração. O quadro foi considerado grave.
Ainda durante a tarde de sexta, o padre foi submetido a uma colonoscopia, com o auxílio de vídeo, com o objetivo de reverter uma dobra intestinal. O procedimento foi realizado com sucesso. Porém, às 11h30 de hoje, Manoel Henrique sofreu a parada cardíaca e não resistiu.
O corpo será velado a partir das 19h deste domingo na capela 03, no Campo Santo Parque das Flores, em Maceió. O sepultamento vai acontecer às 16h desta segunda-feira, no mesmo local, e uma hora antes, uma missa será celebrada em homenagem ao cônego.
Arquidiocese de Maceió divulga nota de pesar - A Arquidiocese de Maceió emitiu um comunicado horas depois do falecimento de Manoel Henrique. "A Arquidiocese, através de Dom Antônio Muniz Fernandes, deseja as condolências à família neste momento de forte dor e saudade e reza a Deus o conforto dos familiares, amigos, clérigos e paróquias, por onde o cônego Manoel Henrique realizou seu trabalho Pastoral", mostra trecho da nota.
Lutador das causas populares, Padre Manoel Henrique foi membro da "Comissão da Verdade", dos desaparecidos políticos, durante o regime militar. Os movimentos sociais e os partidos de esquerda lamentam sua morte, pelos relevantes serviços prestados aos movimentos populares.
Em 2011, a presidenta Dilma Rousseff sancionou a lei que instituiu em 2012 a Comissão Nacional da Verdade. Em Alagoas, instituída em setembro de 2013, a Comissão Estadual da Memória e Verdade Jayme Miranda foi criada para apurar as graves violações de Direitos Humanos ocorridas no período do Regime Militar em Alagoas.
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »